Menu

ARTIGOS E INFORMAÇÕES SOBRE O MUNDO ONLINE

Sete conselhos de segurança para ninguém descobrir a senha do seu Wi-Fi

Acessar uma rede pública de Wi-Fi coloca em risco seus dados pessoais. Em redes domésticas, o perigo também não deixa de existir: por descuidos com a segurança, muitos usuários acabam sujeitos à ataques virtuais. Para se proteger, confira sete dicas de segurança de especialistas da Kaspersky Lab.

Feche sua rede

Deixar a rede aberta pode trazer efeitos indesejados. Além de roubar seus dados pessoais, pessoas mal intencionadas podem usar sua rede para cometer crimes. Para evitar isso, use encriptação WPA2 e uma senha forte;

Altere sua senha

Mude a senha de configuração padrão do administrador. Cibercriminosos podem facilmente controlar roteadores de usuários que mantém a senha de fábrica;

Desative a visualização do SSID

Como padrão, o SSID (a identificação da sua rede Wi-Fi) é visível para todos ao redor. Basta desmarcar essa opção para que sua rede fique invisível, impedindo que terceiros a acessem;

Desative a administração remota

Para isso, desmarque essa opção nas configurações ou introduza o endereço 0.0.0.0 no campo adequado. Os peritos da Kaspersky Lab também recomendam o bloqueio do acesso ao roteador, sempre que a ligação assim permitir, através dos protocolos Telnet ou SSH;

Desative o Wi-Fi sempre que não estiver usando-o

Além de permitirem acesso à Internet, os roteadores têm diferentes protocolos para ligar dispositivos conectados, como o Plug and Play (UPnP) ou o DLNA. Ao desativar, o risco de o software sofrer ataques por possíveis vulnerabilidades diminuirá. Reative apenas quando necessitar da conexão;

Atualize o firmware

Os updates incluem correções de segurança contra vulnerabilidades, muitas vezes a porta de entrada de hackers. Faça os downloads de páginas oficiais e não confie em recursos suspeitos;

Atualize seu antivírus

Todo cuidado é pouco, então seja sensato na hora de atualizar e usar a sua rede Wi-Fi doméstica. Use bons antivírus e soluções de segurança que permitam comprovar o nível de proteção da sua rede wireless;

Fonte: Techtudo