Menu

PRINCIPAIS NOTÍCIAS SOBRE INTERNET E TECNOLOGIA

31/08/2009

20% das mensagens de Email Marketing nos EUA não chegam aos destinatários

Segundo relatório da Return Path, uma consultoria especializada em Email Marketing, mais de 20% das mensagens envidas não chegam às caixas de entradas dos destinatários nos Estados Unidos e no Canadá (3% ficam em pastas de Spam, e 17% nem ao menos chegam ao destinatário). No caso de e-mails corporativos, o número de mensagens que não chegam as caixas de entrada chega a quase 28%. Nos EUA, as caixas postais que menos recebem as mensagens são o Gmail, Hotmail e MSN, e isso tem a ver com a forma com que cada provedor define suas regras para considerar ou não uma mensagem como Spam.

Segundo o relatório, a maior parte das mensagens é barrada não por motivos “técnicos” como endereço IP do provedor, quantidade envio de mensagens por hora, etc., mas sim por questões de conteúdo e marketing, ou seja, coisas que estão sob o seu controle como usuário do serviço.

Algumas dicas para melhorar a taxa de entrega de suas mensagens:

- Cadastre somente usuários que desejem fazer parte - a quantidade de pessoas que clicarem “Report as Spam” no provedor de destino aumentará a probabilidade de suas mensagens serem tratadas spam para todos os destinatários deste provedor. Por isso é importante você trabalhar com opt-in.

- Limpe sua lista periodicamente - a quantidade de e-mails retornados (bounces) é um indicador que pode ser usado por provedores para barrar mensagens

- Utilize as boas práticas práticas de HTML em sua mensagem. Pesquise também na Internet sobre estas boas práticas, há diversos sites e blogs com dicas de especialistas no assunto.

- Evite palavras sabidamente comuns em mensagens de spam maliciosas (”clique aqui”, “compre já”, “viagra”, “ganhe dinheiro fácil”, etc.), tanto no assunto quanto no conteúdo. Não basta não ser um spammer mal intencionado, você também não deve agir como um.

- Evite copiar e colar conteúdo de outros programas como MS Word, Frontpage, etc., e, se o fizer, pela facilidade que design que estes programas oferecem, edite o HTML e limpe as tags inúteis ou específicas destes programas.

- Verifique as melhores práticas para cada provedor ou programa de e-mail e siga os padrões recomendados. Se o webmail ou programa de e-mail do destinatário não conseguir interpretar o conteúdo de sua mensagem, aumentam as chances de ela ser considerada spam.

- Foque no conteúdo e na formatação de sua mensagem, e deixa a infra-estrutura de envio com os provedores especializados. Provedores especializados tem uma infra-estrutura adequada, diversos servidores de email, regras para evitar fraudes, regras para envio de mensagem de acordo com os padrões estabelecidos pelos diferentes provedores, relacionamento com outros provedores para tratar casos de spam, etc.