Menu

PRINCIPAIS NOTÍCIAS SOBRE INTERNET E TECNOLOGIA

02/08/2012

Domínios ".br" chegam a três milhões

O Registro.br, departamento do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), celebra a marca de três milhões de domínios registrados na Internet sob o “.br”, marca alcançada em 31 de julho de 2012.

Para Frederico Neves, diretor de serviços do NIC.br, o número é significativo: “somente sete domínios mundiais para código de país (ccTLDs, country-code Top Level Domain) têm mais domínios do que o “.br”. Essa é uma prova de que o “.br” continua sendo a preferência dos brasileiros, fazendo com que o registro brasileiro cresça de maneira estável e contínua”. Demi Getschko, diretor-presidente do NIC.br, salienta que “o retorno para a sociedade, tanto através de novos projetos definidos pelo CGI.br, quanto dos projetos já mantidos pelo NIC.br, tem sido cada vez maior”.

Contribuíram para a credibilidade do .br e também para  ultrapassar a marca uma série de novas aplicações, como:

• Implementação de DNSSEC em todo o “.br”;
• Criação de Domínios de Primeiro Nível (DPNs) específicos, dedicados a serviços que requerem maior segurança e proteção, como
• b.br, para bancos;
• jus.br, para o Judiciário;
• leg.br, para o Legislativo;
• Lançamento dos DPNs .emp.br e .eco.br;
• Inclusão do serviço gratuito optativo de DNS, com DNSSEC;
• Possibilidade de pagamento de registro de domínios por cartão de crédito;
• Instalação e início de operação de novas cópias de servidores raiz da Internet, com o objetivo de aumentar a velocidade de acesso ao DNS no Brasil a partir do exterior e vice versa.

O valor de R$ 30 cobrado pelo NIC.br é investido também em outros serviços e projetos continuados, dentre os quais se podem destacar:
• As séries anuais de pesquisas sobre a Internet no País, do Cetic.br;
• Desenvolvimento e aplicação de ferramentas (SIMET) para medição da qualidade da Banda Larga e para distribuição gratuita da hora oficial brasileira, pelo Ceptro.br;
• Crescimento no número e no tráfego dos PTTs (Pontos de Troca de Tráfego);
• Tratamento de incidentes de segurança na Internet, oferecimento de cursos e lançamento da nova Cartilha de Segurança pelo Cert.br;
• Divulgação e Treinamento para implantação de IPv6.

“Os esforços contínuos do CGI.br e do NIC.br em promover uma Internet cada vez melhor no Brasil têm surtido efeito”, completa Getschko.

Fonte: Convergência Digital