Menu

PRINCIPAIS NOTÍCIAS SOBRE INTERNET E TECNOLOGIA

15/06/2015

Brasil é líder no número de sites que distribuem malwares

Os roteadores domésticos estão, mais do nunca, sendo visados para o roubo de informações privadas. Pessoas mal-intencionadas encontraram algumas maneiras de utilizar malwares de alteração de DNS para invadir redes domésticas sem serem notadas. De acordo com a Trend Micro, empresa especializada em segurança digital, os roteadores se tornaram uma ferramenta vital para os esquemas dos hackers.

Nessas situações, os malwares são utilizados como forma de alterar as configurações de DNS do roteador. Em vários casos, quando os usuários tentam acessar sites bancários legítimos ou qualquer outra página previamente definida pelos atacantes, o malware direciona a conexão para versões maliciosas dos sites. Assim, os criminosos conseguem roubar credenciais de contas, senhas, informações pessoais, entre outras.

O mais preocupante é que o Brasil é o País com maior número de sites maliciosos, com 88% do total. Em seguida, aparecem Estados Unidos e Japão.

Ao alterarem as configurações de DNS, os atacantes deixam os usuários sem conhecimento sobre se estão navegando por sites confiáveis ou uma cópia deles. Os usuários mais vulneráveis a esse tipo de ataque são os que não modificam as configurações padrão dos roteadores. Isso torna o ataque mais simples de ser realizado, visto que não há a necessidade de descobrir quais são as configurações alteradas.

Caso as configurações de DNS forem alteradas no roteador, todos os dispositivos que se conectarem a ele estarão expostos a esses ataques, inclusive dispositivos móveis, já que diversos sites são adaptados para a plataforma.

Os ataques também podem oferecer perigos iminentes para a Internet das Coisas (IoT) ou dispositivos inteligentes, além de fraudes bancárias. Isso ocorre porque os cibercriminosos podem, sem muitas dificuldades, infectar nomes DNS de autenticação/feedback de sites utilizados por esses dispositivos e roubar todas as credenciais dos usuários.

Para se proteger de possíveis ataques em seu roteador, é preciso tomar algumas medidas de segurança. Usar senhas fortes para todas as suas contas, utilizar endereços de IP diferentes das contas padrão e desabilitar os recursos de administração remota são fundamentais para dificultar ou anular por completo qualquer possível ataque.

Alterar com frequência as configurações DNS do seu roteador também é importante para se prevenir de ameaças, além de prestar constante atenção em visitas a sites que requerem credenciais, como serviços de e-mail, contas bancárias, entre outros. Verifique se um certificado SSL válido é exibido e, somente após isso, prossiga no site.

Fonte: iMasters