Menu

PRINCIPAIS NOTÍCIAS SOBRE INTERNET E TECNOLOGIA

19/06/2008

Publicidade na internet ameaça a da TV

De acordo com previsão do Enders Analysis, a internet ultrapassará a televisão como o maior meio de propaganda este ano na Inglaterra, com 19% do total gasto em publicidade.

O principal mecanismo de crescimento continua sendo a busca patrocinada em sites como o Google, mas Enders disse que já vê sinais de popularidade do vídeo online, que está dando uma pequena contribuição para a mudança da publicidade da televisão para a internet.

Analistas disseram anteriormente que as verbas de publicidade mudaram para a internet à custa dos jornais ingleses - o mais desenvolvido mercado de publicidade online no mundo.

O aumento do uso da internet e a explosão do comércio eletrônico continuam guiando o forte crescimento da publicidade online, particularmente a busca patrocinada, apesar da desaceleração econômica.

A previsão para 2008 é que o gasto com propaganda online crescerá 26,4%, em termos nominais para 3,5 bilhões de libras, ultrapassando os gastos com publicidade na TV, para a qual é esperada uma queda de 2,5%, ou seja, 3,39 bilhões de libras. O boletim também informa que o Google continuaria sendo o maior beneficiário do crescimento na busca patrocinada e prevê que a empresa poderia abocanhar 80% dos gastos neste segmento no Reino Unido, partindo dos 78% em 2007.

Outra fonte de crescimento é o vídeo online, embora seja difícil se desenvolver porque muitos dos mais populares vídeos são de curta duração, produzidos pelos usuários e postados em sites como o YouTube.

O informe diz que emissoras e portais de internet estão alcançando um alto CPM (Cost Per Thousand - medidor de audiência utilizado pela indústria, que representa o custo por mil visitantes) para propaganda em vídeo streaming, em média 20 libras, comparado às 6 libras para spots na televisão. Houve o alerta de que os preços altos seriam resultado da oferta limitada e que cairiam conforme o volume crescesse.

No total, estima-se que a propaganda de vídeo online somará em torno de 35 milhões de libras, ou 1% dos gastos com publicidade na TV em 2008, com muitos anunciantes reutilizando peças já produzidas, segundo o informe. Nem todo esse dinheiro virá da verba da televisão, mas há sinais de migração dos gastos da TV para a internet e, acima de tudo, uma grande mudança para o meio online.