Menu

PRINCIPAIS NOTÍCIAS SOBRE INTERNET E TECNOLOGIA

02/08/2013

Maioria dos brasileiros com Internet em casa tem conexão superior a 2Mbps

A maioria dos brasileiros com acesso à Internet em casa possui conexão com velocidade acima de 2Mbps, segundo informações da pesquisa NetSpeed Online Report, feito pelo IBOPE Media.

De acordo com o levantamento, 52,5% dos usuários ativos domiciliares, que respondem por 23,8 milhões de pessoas, usaram conexões com velocidade superior a 2Mpbs no último mês de junho. O número de usuários com conexões mais lentas, abaixo de 2Mbps, foi de 21,2 milhões no período, respondendo por 46,7% desse total.

Faixas que mais cresceram

Atualmente, a faixa entre 2Mbps e 8Mbps é a que mais cresce em números absolutos no país, tendo crescido de 11,6 milhões de usuários em junho de 2012 para 16,1 milhões de pessoas no mesmo período deste ano.

Já em termos proporcionais, a faixa acima de 8Mbps foi a que mais cresceu no mesmo período: 49%. Com isso, essa velocidade de conexão já é utilizada por 7,8 milhões de pessoas, ou 17,1% das pessoas com banda larga em casa no país.

No total, foram registrados 45,4 milhões de usuários ativos em domicílios no último mês de junho, número 9% maior do que o registrado no mês período do ano passado, mas 4% menor em relação a maio de 2013.

Brasil longe de Alemanha e EUA

Segundo o Ibope, o estudo em questão foi realizado em parceria com a consultoria Nielsen e também levantou dados em outros seis países, além do Brasil, sempre com a mesma metodologia.

Em comparação com outras nações, o Brasil ainda está bem abaixo. Na Alemanha, por exemplo, 84,6% dos usuários domiciliares possuem conexão acima de 2Mbps. A França aparece logo atrás, com 83,9% dos usuários nesse padrão, seguido por Reino Unido, com 83,1%, EUA, com 78,6%, Itália, com 77,3%, e Austrália, com 74,2%.

25/07/2013

Brasil encerra 2º trimestre com 106 milhões de acessos em banda larga

Os acessos à banda larga fixa e móvel no Brasil cresceram 37% em junho de 2013, fechando o no segundo trimestre do ano, em comparação com junho de 2012, segundo dados divulgados nesta terça-feira (23) pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). Ao todo, 28,5 milhões de novos acessos foram ativados nos últimos 12 meses, alcançando 106 milhões ao final do período, um ritmo de uma nova conexão por segundo, afirma a associação.

Segundo a Telebrasil, a expansão foi maior no segmento de banda larga móvel, de 45% frente a junho de 2012, alcançando 85 milhões de acessos em junho de 2013. Destes, 70,2 milhões são de conexões de celulares 3G, incluindo os smartphones, e 14,8 milhões são terminais de dados, entre eles modems de acesso à internet e chips de conexão máquina-máquina (M2M).

Ainda em junho de 2013, a cobertura da rede 3G cresceu 15% com 454 novos municípios do Brasil recebendo a tecnologia nos últimos 12 meses. Ao todo, as redes 3G estão instaladas em 3.414 municípios, onde moram 89% dos brasileiros, afirma o estudo.

As redes 4G possuem 174 mil acessos desde a inauguração em 30 de abril e está presente em 22 cidades.

Os acessos de banda larga fixa somaram 21,3 milhões em junho. Desse total, 2,2 milhões de conexões foram ativadas no último ano, crescimento de 12% no período.

Fonte: G1

24/07/2013

Brasil fica em 73º lugar em ranking de velocidade da Internet

Segundo o ranking da empresa Akamai, que faz parte do estudo “State of Internet”, a velocidade média da conexão à Internet no Brasil foi de 2,3 Mbps no primeiro trimestre do ano, abaixo da média global de 3,1 Mbps. Mesmo com pico de 18,9 Mbps, o país é apenas o 73º colocado no ranking.

A velocidade dos provedores móveis analisados no Brasil chegou a 1,1 Mbps, enquanto a média global flutua entre 0,4 Mbps e 8,6 Mbps. Nove provedores mostraram conexão na faixa de banda larga (superior a 4 Mbps) e outros 64 entregaram resultados médios abaixo disso.

O Brasil é a oitava maior fonte de ataques (2,2% de participação),sendo que China e Indonésia concentram mais de 50% das ameaças. As 10 regiões mais visadas correspondem a 80% do volume identificado.

208 ataques DDoS foram reportados pelos usuários da Akamai, pouco acima dos 200 do último período. Deles, 35% foram grandes corporações, que incluem instituições financeiras. Todas as ameaças foram indicadas por 154 empresas únicas, o que mostra que muitas delas foram alvos de ameaças por mais de uma vez.

Mais de 733 milhões de endereços IPv4 de 243 países ou regiões estiveram conectados à plataforma usada para a realização da pesquisa. O Brasil aparece na sétima posição, com crescimento de 4,8%. Ao considerar todos os países e regiões conectadas, 75% apresentaram aumento em endereços IP no período.

O estudo é realizado trimestralmente com a participação de 177 países. Também são avaliados conectividade de rede, tráfego de ataques e adoção de banda larga com base nas estatísticas disponibilizadas pelas empresas que usam as soluções da companhia.

Fonte: iMasters

17/07/2013

Tecnologia deve deixar internet 100 vezes mais rápida

Pesquisadores das universidades britânicas de Bath e de Exeter descobriram que a utilização do grafeno como condutor de redes de telecomunicações pode aumentar a velocidade da internet em 100 vezes.

Hoje as informações são processadas e transmitidas por meios como fibra óptica, lasers e fotodetectores, enviadas por fótons em comprimentos de onda infravermelha e processadas usando interruptores ópticos, que convertem os sinais em impulsos de luz.

Tudo isso acontece a uma velocidade de picossegundos, que correspondem a cerca de um trilionésimo de segundo.

Os departamentos de física das duas universidades descobriram que, ao usar uma fina camada de grafeno junto ao interruptor, as informações são processadas e transmitidas à velocidade aproximada de 100 femtosegundos - ou seja, quase 100 vezes mais rapidamente que a estrutura atual.

O grafeno teria a espessura de um átomo, mas ele é extremamente resistente e maleável, e é mais barato que os materiais atuais. Para se ter uma ideia, seria necessário o peso de um elefante concentrado sobre um lápis para romper uma folha de grafeno.

Fonte: Olhar Digital