Menu

PRINCIPAIS NOTÍCIAS SOBRE INTERNET E TECNOLOGIA

14/01/2013

Vendas mundiais de PC caíram na temporada de compras de fim de ano

As vendas globais de PCs na temporada de Natal caíram pela primeira vez em mais de cinco anos, de acordo com o relatório da empresa de análises do setor IDC.

O novo sistema operacional Windows 8, da Microsoft, não estimulou os consumidores e muitos optaram por tablets e smartphones.

Em termos mundiais, as vendas de computadores pessoais totalizaram 89,8 milhões de unidades no último trimestre de 2012, 6,4% a menos que no mesmo período do ano anterior.

No passado, um novo sistema operacional da Microsoft tendia a estimular um surto de vendas de PCs, mas os fabricantes atualmente não estão conseguindo lançar máquinas atraentes o suficiente no mercado, disse o IDC.

“Os consumidores, assim como os vendedores e distribuidores, dividem as vendas de PCs com a crescente demanda de tablets e smartphones. O mercado dos PCs continua recuando ante os dispositivos móveis e uma contínua crise econômica”, concluiu o estudo.

Os números foram um pouco piores que o esperado e marcaram o pior resultado da indústria em mais de cinco anos, quando a economia global estremeceu e entrou na pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial.

Em todo o ano de 2012, a indústria vendeu 352 milhões de PCs, 3,2% a menos que em 2011. Segundo o IDC, esta foi a primeira queda anual desde 2001, quando o mercado sofreu recuo após os ataques de 11 de setembro contra os Estados Unidos. O IDC prevê um crescimento de 2,8% nas vendas de PCs em 2013.

Fonte: G1

08/01/2013

Adeus, netbooks: a era dos pequenos acaba em 2013

Quando os netbooks surgiram no mercado, eles foram vistos como os “salvadores” da indústria de PCs. Mesmo com potencialidades normalmente menores que os notebooks, muitos compraram os pequenos computadores especialmente pela portabilidade oferecida e pelo menor valor.

No entanto, depois de alguns anos, com as variações no mercado e a criação de novas tecnologias (leia-se tablets e smartphones),o fim da era dos netbooks está próximo e eles serão extintos ainda este ano.

Tal notícia foi dada pelo site The Guardian, que informou que a ASUS não produziria mais netbooks em 2013. Para completar o quadro, a Acer também vai parar de fabricar este tipo de computador — em 2012, apenas essas duas companhias continuavam a produzir o modelo.

Motivos que levaram à extinção

Um dos principais motivos apontados para o desaparecimento dos netbooks inclui um aumento na economia — o que levou as pessoas de volta para máquinas mais caras e mais potentes, tais como ultrabooks e laptops tradicionais.

Além disso, os tablets conquistaram o mercado, oferecendo ainda mais portabilidade e sistemas operacionais práticos — detalhes que fizeram com que eles se tornassem os maiores responsáveis pela extinção dos netbooks.

Fonte: Tecmundo

11/12/2012

Mercado de dispositivos conectados cresceu 27% no 3º tri, diz pesquisa

O mercado mundial de dispositivos conectados – computadores, tablets e smartphones – cresceu 27,1% no terceiro trimestre de 2012 em relação ao mesmo período de 2011, conforme pesquisa da consultoria IDC divulgada nesta segunda-feira (10). No período, o mercado bateu o recorde de 303,6 milhões de unidades comercializadas, ou cerca de US$ 140,4 bilhões.

Para o quarto trimestre, a consultoria prevê que o mercado alcance um crescimento de 19,2% sobre o terceiro trimestre, e de 26,5% em relação ao mesmo período de 2011. Ainda para o quarto trimestre, a IDC espera que o mercado chegue a 362 milhões de unidades comercializadas e um valor de US$ 169,2 bilhões.

Na temporada de fim de ano, a venda de tablets e smartphones deve crescer 55,8% e 39,5%, respectivamente, no comparativo com o mesmo período de 2011. Já o mercado de PCs deve sofrer um leve declínio, conforme a IDC.

Fabricantes

A Samsung foi a fabricante que mais vendeu dispositivos no terceiro trimestre, com participação de mercado de 21,8%. A Apple ficou em segundo lugar, com fatia de 15,1%, seguida pela Lenovo, com 7%. Em receita, a Apple liderou o mercado, com um total de US$ 34,1 bilhões, e um preço médio de US$ 744 considerando todas as categorias de dispositivos.

Previsão

Para 2016, a consultoria prevê que as vendas de dispositivos conectados irão ultrapassar 2,1 bilhões de unidades, com valor de mercado de US$ 796,7 bilhões mundialmente. Em 2011, os PCs contabilizaram 39,1% do mercado de dispositivos inteligentes conectados. Até 2016 é esperado que este número caia para 19,9%.

Conforme previsão da IDC, os smartphones serão a categoria de produto preferencial em 2016, com participação de 66,7%, contra 53,1% em 2011. Já os tablets irão crescer de 7,7%, em 2011, para 13,4% em 2016.

Fonte: G1

03/12/2012

Brasil comercializa 4 milhões de PCs no terceiro trimestre de 2012

De acordo com o estudo Brazil Quarterly PC Tracker, realizado trimestralmente pela IDC Brasil, foram comercializados 4,05 milhões de computadores pessoais (notebooks e desktops) no terceiro trimestre de 2012. O total ficou 0,3% abaixo do mesmo período de 2011 e foi 1,9% menor que no segundo trimestre deste ano.

No início de 2012, a previsão para o período era de um crescimento de 15% na comparação entre 2011 e de 2012. A expectativa para o mercado de PCs em 2012 é de um crescimento de apenas 2%.

No terceiro trimestre deste ano, 61% dos computadores vendidos no Brasil foram notebooks e 39%, desktops. Estes registraram queda de 13,7% no volume de vendas, se comparados a 2011 e, 9,5% de queda em relação ao trimestre anterior. Já os notebooks cresceram 10,6% de ano para ano e 10,8% entre os trimestres. Segundo a IDC, a proximidade de preços entre notebooks e desktops orienta a preferência, principalmente dos usuários domésticos, pelos portáteis.

O segmento doméstico foi responsável por 65% das vendas, e a área corporativa correspondeu a 25% do total, enquanto Governo e Educação ficaram com os 10% restantes.

O cenário atual indica que o varejo está com grande volume de computadores estocados. A expectativa é de que as lojas ofereçam equipamentos com Windows 7 a preços agressivos, uma vez que máquinas com Windows 8 começam a chegar dividindo a atenção do consumidor.  Outro fator que pode ser a causa na redução das vendas de computadores pessoais é a mobilidade. De acordo com a IDC,  os consumidores estão decidindo entre computadores, tablets e smartphones, e a aplicação crescente de recursos financeiros nos dois últimos pode explicar os resultados abaixo do esperado para os PCs.

Comparado ao resto do mundo, o Brasil está melhor, já que teve crescimento de 1,9% nas vendas entre o segundo e o terceiro trimestre. No mercado mundial, a queda de vendas entre o segundo e o terceiro trimestre foi de 7,9%. Dos países do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China),a China foi a que apresentou menor queda (0,2%) entre 2011 e 2012, seguida do Brasil, Rússia (0,5%) e Índia, que teve queda de vendas de 5,4%.

A oferta de novas tecnologias, tais como o Windows 8 e notebooks ultrafinos com preços acessíveis, e os investimentos relacionados aos eventos esportivos no Brasil nos próximos anos podem, segundo a IDC, aquecer o mercado novamente em médio e longo prazo.

Fonte: iMasters