Menu

PRINCIPAIS NOTÍCIAS SOBRE INTERNET E TECNOLOGIA

18/08/2009

Comércio eletrônico brasileiro cresce 27% no primeiro semestre de 2009

No primeiro semestre de 2009, o comércio eletrônico brasileiro movimentou 4,8 bilhões de reais, 27% a mais que o mesmo período de 2008, segundo o relatório a 20ª edição do relatório WebShoppers, da consultoria e-bit, divulgado nesta terça-feira (18/8).

O comércio eletrônico registrou, no primeiro semestre do ano passado, 3,8 bilhões de reais de faturamento.

Nos primeiros seis meses deste ano, o gasto médio do consumidor brasileiro em compras online foi de 323 reais. De acordo com o e-bit, o número alto se deve à escolha por produtos mais caros, como dos setores de Informática e Eletrodomésticos.

A tendência é que o valor se mantenha estável pois, "se por um lado os consumidores compram mais eletrodomésticos, compram menos produtos mais baratos, como CDs e DVDs, e isso mantém o equilíbrio, segundo Pedro Guasti, diretor geral da e-bit.

A categoria de Eletrodomésticos somou 13% do volume geral de pedidos na web em junho, alcançando o 2º lugar em vendas. No semestre, estes produtos ficaram na 4ª posição - o aumento de vendas foi impulsionado pela redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para a área.

Nos três primeiros lugares estão, respectivamente, as categorias "Livro, revistas e jornais", "Saúde, beleza e medicamentos" e "Informática". A quinta posição ficou com "Eletrônicos".

A expectativa para o segundo semestre é que o comércio eletrônico movimente 5,8 bilhões de reais. O período participa, no geral, com 55% do faturamento anual do e-commerce brasileiro, devido à força de datas como o Dia dos Pais e Natal.

"Devemos registrar, no ano, 10,5 bilhões de reais de faturamento, com mais de 30 milhões de pedidos feitos pela internet", analisa o executivo. Até o final do ano, 17 milhões de pessoas devem comprar virtualmente.

O maior número de usuários equivale a um crescimento de cerca de 22% diante dos 13,2 milhões de consumidores do mesmo período de 2008, e se deve, a princípio, pelo aumento do número de internautas no Brasil. Eles, naturalmente, convergem para o comércio eletrônico, segundo Guasti.

“Além disso, temos mais lojas de marcas de confiança, atraindo as pessoas que não se sentiam à vontade para comprar”, explica. Outro fator é o “preço agressivo dos produtos em relação ao varejo tradicional”, além de usuários ajudando uns aos outros com opiniões sobre os produtos, diz o diretor.

O levantamento aponta ainda que cerca de 86% dos brasileiros que compram na web estão satisfeitos com as lojas virtuais.

Notebooks e TVs

Esta edição do WebShoppers selecionou duas categorias para entender quais são as marcas que mais vendem produtos.

No caso de televisores, o estudo aponta para 297 milhões de reais de faturamento do setor, que registrou 297 mil pedidos de TVS - média de mil reais por compra. As marcas que mais venderam, em volume de compras, foram LG, Phillips e Samsung; já em volume financeiro, foram LG, Samsung e Philips.

A categoria de notebooks somou 256 mil pedidos, com faturamento de 274 milhões de reais, - média de 1,1 mil reais por cada dispositivo. Com relação ao volume de transações, as marcas líderes do setor foram Dell, CCE e HP; já falando em questões financeiras, o ranking aponta CCE, HP e Itautec.

06/08/2009

Google libera novo Chrome Beta

O Google liberou agora há pouco uma nova versão Beta do Google Chrome para Windows que traz melhorias muito interessantes. A nova versão está 30% mais rápida, apresenta uma Omnibox mais responsiva, suporte nativo a HTML5 e a Nova Guia de Páginas está disponível para os alpha-testers da plataforma Mac OS X e Linux.

O novo Google Chrome Beta integra um motor JavaScript V8 e SunSpider aprimorados com 30% a mais de velocidade quando comparado com a última versão estável do navegador (lançada no último mês de maio).

Similar à versão disponibilizada para as recentes compilações do Chromium para Mac OS X e Linux, a nova versão para Windows traz uma Nova Guia de Páginas mais estilizada e bonita. Agora é possível reordenar as miniaturas ao arrastá-las, visualizar em modo lista ou mesmo esconder os conteúdos exibidos. Também existe um painel que mostra as recentes atividades realizadas no navegador, como as últimas guias fechadas, os últimos downloads, acesso ao histórico de sites e downloads.

A versão traz também a Omnibox, considerada por muitos como a melhor funcionalidade do Chrome (existem rumores de que a Mozilla pode vir a integrar uma solução semelhante no Firefox 4.0).

Esperado por muitos desenvolvedores, o Google finalmente adicionou um suporte nativo à possível nova geração da web, o HTML5. "Nós começamos a construir a capacidade HTML5 nesta versão beta, incluindo a tag para vídeos e web workers", disse o Google.

A nova versão Beta também apresenta um melhor suporte a temas (o que explica os problemas ocorridos com a última versão beta ao tentar instalar). "Nós somente estamos lançando temas básicos e existem algumas dobras a serem ainda trabalhadas, mas nós lançaremos mais temas no futuro e disponibilizaremos essa funcionalidade também para a versão estável", disse o Google.

04/08/2009

Uso do Bing continua crescendo nos EUA

A presença do Bing, o novo site de buscas da Microsoft, cresceu mais 1% em julho nos EUA. De acordo com dados da StatCounter, o Bing ficou com 9,41% do mercado de buscas nos Estados Unidos em julho contra os 8,23% em junho.

O Google caiu de 78,48% para 77,54% no mesmo período. A StatCounter também informou que a fatia global do Google no mercado de buscas caiu de 89,80% em junho para 89,23% em julho.

A Microsoft e o Yahoo! anunciaram uma parceria de 10 anos para buscas na web visando competir com o Google. As duas empresas também planejam usar o Bing nos sites do Yahoo!, ampliando ainda mais a presença do novo mecanismo de buscas da Microsoft.

31/07/2009

Firefox completa 1 bilhão de downloads

A desenvolvedora de softwares Mozilla completou, por volta das 11h50 desta sexta-feira (31/7),a marca de 1 bilhão de downloads do navegador Firefox.

A Apple fez o mesmo em abril deste ano, quando a companhia superou a marca de 1 bilhão de downloads em sua loja virtual iTunes App Store.

Pelo site Spread Firefox , a Mozilla oferecia um banner para que os usuários pudessem acompanhar a contagem. A companhia esperava atingir a marca de 1 bilhão em algum momento do final de semana. Mas o  ritmo dos downloads se acelerou e a companhia acreditava alcançar a marca já na  noite desta sexta-feira. De acordo com uma postagem no Twitter da Mozilla, o site registrou uma taxa de até 22,5 downloads por segundo.

A mais recente versão do navegador, o Firefox 3.5, foi lançada em  junho e tem sido reconhecida como uma das opções mais rápidas do mercado. Atualmente, o Firefox possui 22,5% de participação no  segmento mundial de navegadores, segundo a empresa de medição online NetApplications.

De acordo com os números da empresa de métrica Statcounter, no entanto, o Firefox possui 31% do mercado global de navegadores, que tem na liderança o Internet Explorer , com 60%. Safari, Chrome e Opera possuem aproximadamente 5% do mercado cada um.