Menu

PRINCIPAIS NOTÍCIAS SOBRE INTERNET E TECNOLOGIA

04/12/2008

Uso de Windows tem maior queda em dois anos

No último mês, o sistema operacional Windows teve sua maior queda em número de usuários nos últimos dois anos.
 
De acordo com a Net Applications, esta foi a primeira vez em que o sistema ficou com menos de 90% de participação no mercado.
 
No último ano, foi registrada uma queda de mais de dois pontos percentuais - de 91,79% para 89,6%, segundo a pesquisa. Apesar de ainda dominar a maior parte do mercado, o Windows vem apresentando um declínio contínuo e preocupante nos últimos cinco anos. A queda dos últimos doze meses é a maior da história do sistema operacional, que teve sua primeira versão lançada em 1985.
 
A pesquisa também aponta a diminuição da fatia de mercado do Windows XP e aumento do Windows Vista, que ultrapassou 20%.
 
Em contrapartida, o Mac OS X, da Apple, registrou o melhor resultado nos últimos dois anos: 8,9%. Segundo o site PCWorld, o sistema operacional de código aberto Linux também apresentou bons resultados, crescendo de 0,71% em outubro para 0,83% em novembro.

02/12/2008

Web influencia compra de metade dos internautas brasileiros

Uma fatia cada vez maior de brasileiros utiliza a internet como plataforma ativa de consumo. Essa é uma das conclusões da terceira edição do levantamento sobre Internet no Brasil, realizado pela F/Nazca com o apoio operacional do Datafolha.
 
Dos 64,5 milhões de internautas com mais de 16 anos identificados pela pesquisa, 55% já incluíram algum conteúdo na rede, 51% citam a busca de informação como principal motivo da navegação e 48% levam em consideração a opinião de seus pares publicada na Internet, antes de efetuar uma compra. Além disso, 26% deles já publicaram opinião e 20% fizeram reclamação online sobre algum produto ou serviço.
 
O estudo apontou ainda que o ativismo do consumidor com acesso à internet aumenta, quanto maior forem a renda e a escolaridade. Entre os internautas com ensino superior completo, por exemplo, 45% já publicaram opinião sobre produto ou serviço. Os dados ganham ainda mais relevância quando se leva em consideração o fato de que a assiduidade é um dos pontos mais marcantes do perfil de navegação no Brasil: 87% dos internautas entram na rede pelo menos uma vez por semana e 38% o fazem todos os dias.
 
Para Fernand Alphen, diretor nacional de planejamento da F/Nazca, esses dados confirmam a tendência irreversível do consumo colaborativo no País. "O famoso boca-a-boca não tem mais limite geográfico. A nossa pesquisa demonstra que o consumidor está se conscientizando cada vez mais do seu poder e utilizando de maneira ativa e inteligente os recursos disponíveis na rede".
 
A F/Nazca realiza a pesquisa sobre Internet no Brasil semestralmente. No levantamento de agosto, foram feitas 3.003 entrevistas distribuídas em 172 municípios brasileiros. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, dentro de um nível de confiança de 95%. A amostra foi elaborada com base em informações do Censo 2000 e nas estimativas de 2008.

27/11/2008

Ibope começa a medir publicidade na internet

Os investimentos de publicidade na internet começarão a ser mapeados pelo Ibope Monitor a partir de 2009. Inicialmente, o levantamento será feito em seis grandes portais do país.

Segundo o Ibope Monitor, o serviço registrou um crescimento de 16% no primeiro semestre de 2008.

O instituto também pretende lançar um serviço de medição para o consumo de mídia dos usuários. O levantamento será feito por meio de um equipamento que monitora em tempo real se o indivíduo está assistindo ao conteúdo comprado e/ou gravado.

Segundo Dora Câmara, diretora comercial do Ibope Mídia, os novos serviços serão lançados de acordo com a demanda do mercado.

24/11/2008

Oi pede anuência da Anatel à compra da Brasil Telecom

A Oi deu entrada, nesta sexta-feira, com pedido de anuência prévia à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para a compra da Brasil Telecom, dentro do seu projeto de formação de uma grande operadora nacional que tem como meta expandir-se para Europa, África e América Latina.

O governo publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira decreto com o novo Plano Geral de Outorgas (PGO) do país, que passou a permitir que um mesmo grupo tenha duas concessões de telefonia, fato barrado pela legislação anterior e que era mandatório para a fusão das operadoras acontecer.

Segundo comunicado da Oi, a empresa "em um prazo de cinco anos, a nova companhia terá porte para expandir suas operações para Europa, África e América Latina, com estimativa de poder alcançar 30 milhões de clientes no mercado internacional, totalizando 110 milhões de acessos no Brasil e no mundo".

A união das duas teles controlará cerca de 70 por cento do mercado de linhas fixas do Brasil, 18,5 por cento do mercado de linhas celulares e 40 por cento dos acessos em banda larga à Internet. As duas empresas combinadas tiveram um faturamento de 28,65 bilhões de reais em 2007.

Às 14h38, as ações da Oi recuavam 2,78 por cento, a 27,29 reais, enquanto os papéis da Brasil Telecom caíam 7,19 por cento, a 14,84 reais. No mesmo horário, o Ibovespa tinha desvalorização de 5,44 por cento.

O texto do decreto aprovado inclui exigência de que, em caso de transferência de controle da concessionária, deverá ser observado princípio de maior benefício ao usuário e ao interesse econômico e social do país e obrigação das empresas manterem capital aberto.

A Brascan Corretora, em relatório enviado a clientes, considera a operação "positiva" para a Oi diante das sinergias que serão criadas. A corretora definiu um preço-alvo para o papel preferencial da Oi de 47,08 reais.

Pelo contrato assinado entre as duas empresas em abril, caso a transação não seja fechada até 19 de dezembro, a Oi deverá pagar uma multa de 490 milhões de reais aos sócios da Brasil Telecom, pondo fim ao negócio. A operação total poderá envolver algo como 13 bilhões de reais.